Os 16 concursos públicos que oferecem os maiores salários do Brasil

maiores concursos
Os 16 concursos públicos que oferecem os maiores salários do Brasil
Avalie esse post

Um cargo público costuma representar uma transformação na vida de quem conquista a tão sonhada vaga no concurso público. A estabilidade é uma das principais razões de tantas pessoas buscarem o setor público, mas os altos salários ainda continuam sendo um fator decisivo na tarefa de escolher qual carreira seguir.

Entretanto, para conquistar uma posto em uma das melhores instituições públicas do país, é preciso dedicar horas de estudo e muita perseverança. Para te ajudar a escolher qual concurso prestar, elaboramos uma lista com os concursos que oferecem os salários mais altos do país.

 

1 – Receita Federal

Com cargos de nível superior, a Receita Federal é conhecida por oferecer salários atraentes. Apenas para ter uma noção, no seu último concurso, que aconteceu em 2015, o órgão ofertou mais de 270 vagas para o cargo de auditor fiscal com remunerações de R$14.965,44, além dos benefícios da carreira.

 

2 – Ministério da Fazenda

Os servidores do Ministério da Fazenda também não podem se queixar quanto ao salário que recebem. Um exemplo foi a seleção de 2013, que selecionava profissionais para trabalhar na Secretaria do Tesouro Nacional. No concurso, as remunerações oferecidas chegaram ao valor de R$12.961,00 para o cargo de analista de finanças e controle. Já em 2014, o Ministério realizou concurso para selecionar servidores para o cargo de assistente técnico-administrativo, que pagou salário de R$3.050,82.

 

3 – Polícia Federal

No caso da Polícia Federal (PF), os delegados ganham vencimentos de R$14.037,11 e os agentes recebem salário de R$7.514,33. Enquanto que a primeira função requisita formação em Direito, a carreira de agente da PF exige graduação em qualquer área.

 

4 – Banco Central

Para a função de procurador do Bacen (Banco Central), órgão oferece salário de R$15.719,13. Com atuação na área de defesa judicial do banco, o cargo exige graduação em Direito e, no mínimo, prática forense de dois anos.

 

5 – Ministério Público do Trabalho

procurador do trabalho do MPT (Ministério Público do Trabalho) atua no combate de irregularidades trabalhistas e paga remuneração no valor de R$24.057,33. Para concorrer ao cargo, é necessário ter formação superior em Direito e experiência de, no mínimo, três anos de prática forense.

 

6 – Tribunais Regionais Federais

Os Tribunais Regionais Federais (TRF’s) fazem parte do Poder Judiciário Brasileiro, atuam em cinco regiões e representam a segunda instância da Justiça Federal. Para ingressar nos quadros dos TRF’s, é necessário ter, no mínimo, formação de ensino médio, escolaridade mínima exigida para disputar o cargo de técnico judiciário, que oferece salário de R$5.425,79. Já os cargos de analista judiciário e juiz federal substituto, de nível superior, oferecem salários de R$8.863,84 e R$27.500,17, respectivamente.

 

7 – Tribunais Regionais do Trabalho

Também parte do Poder Judiciário, os Tribunais Regionais do Trabalho (TRT’s) estão distribuídos por 24 estados. A remuneração paga para os técnicos judiciários do TRT é de R$5.425,79, enquanto que os analistas recebem salários de R$10.425,75. Já os juízes do trabalho do TRT ganham até R$27.500,17.

 

8 – Senado Federal

Outra instituição que oferece altos salários tanto para cargos de nível médio quanto de nível superior é o Senado Federal. Para a carreira de técnico legislativo, de nível médio; os salários pagos pelo órgão chegam a R$16.014,16, mas podem chegar a R$19.173,75 dependendo da classe. Com relação aos cargos de nível superior, o valor da remuneração é ainda maior: um consultor legislativo e um analista legislativo ganham iniciais de R$23.826,57 e R$20.384,43, respectivamente.

 

9 – Câmara dos Deputados

Também parte do Poder Legislativo do Brasil, a Câmara dos Deputados oferece salários de valores elevados. Para se ter uma ideia, no seu último concurso, a instituição ofereceu remuneração inicial de R$12.286,61 para a carreira de técnico legislativo, enquanto que os aprovados nos cargos de analista e consultor ganharam salários de R$25.105,39, além dos benefícios.

 

10 – Defensoria Pública da União

Destinado a graduados em Direito, o cargo de defensor público da união da Defensoria Pública da União (DPU) oferece salário inicial de R$16.489,37, valor que pode chegar a R$17.330,33. Além de ter a graduação, para concorrer ao posto é preciso ter experiência de dois anos na área jurídica.

 

11 – Tribunal de Contas da União

Responsável pela fiscalização financeira e contábil da União, o Tribunal de Contas da União (TCU) ofertou, em seu último certame, altos salários. Os servidores que atuam na função de auditor federal de controle externo ganham, hoje, remunerações no valor de R$14.078,66, enquanto que os técnicos federais de controle externo recebem salários de R$7.938,36.

 

12 – Controladoria Geral da União

De acordo com os editais das edições anteriores dos concursos da CGU (Controladoria Geral da União), os valores dos salários das carreiras de técnico de finanças e analista de finanças correspondem a R$5.692,36 e R$8.484,53, respectivamente.

 

13 – Advocacia Geral da União

Advocacia Geral da União (AGU) é responsável pelo exercício da advocacia pública em seu âmbito federal, defendendo todos os poderes da União. Entre os cargos que fazem parte do quadro de pessoal do órgão está o advogado da união, que exige formação em Direito e oferece vencimentos no valor de R$17.330,33.

 

14 – Procuradoria Geral da Fazenda Nacional

Com o compromisso de exercer a defesa judicial da União, a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) paga salário de até R$16.489,37 para os profissionais aprovados no cargo de procurador. Para conquistar a posição, os candidatos ao concurso devem ter formação em Direito e dois anos de prática forense.

 

15 – Ministério Público da União

No último concurso do Ministério Público da União (MPU), o cargo de técnico, que exige nível médio, ofereceu remunerações iniciais de R$5.007,82 mensais. No caso de analista para nível superior, as remunerações são ainda melhores: R$8.178,06.

 

16 – Agência Brasileira de Inteligência

Abin (Agência Brasileira de Inteligência) foi criada com o intuito de investigar ameaças reais, ou potenciais e defender o estado democrático de direito. Em 2010, a instituição abriu um concurso para selecionar profissionais de níveis médio e superior e, de acordo com o edital do certame, ofereceu remunerações no valor de R$4.211,04 para o cargo de agente técnico de inteligência, e R$10.216,12 para o cargo de oficial técnico de inteligência.

Daniel Fernandes

Daniel Fernandes

Coaching em Marketing Jurídico - Colunista no Blog do EPD Online.
Daniel Fernandes
Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *