Psicopatas famosos da vida real

psicopatas famosos
Psicopatas famosos da vida real
Avalie esse post

Eles costumam ser protagonistas em tramas de cinema e prendem a atenção do telespectador, apresentando personagens frios e cruéis. Gosta de casos policiais e tem interesse no Direito Criminal? Então, você vai amar a lista a seguir com os famosos psicopatas da vida real.

É comum observar que psicopatia e serial killer (assassino em massa) são títulos atribuídos como sinônimos, o que não é errado, visto que são causados por transtornos de personalidade antissocial. Mas, é importante entender que os serial killers estão ativos no crime, enquanto nem todos os psicopatas chegam a cometer delitos. Uma característica relevante dos assassinos em séries, é que possuem um padrão particular ao selecionar suas vítimas e forma de cometer os crimes.

A lista a seguir é composta por serial killers que marcaram história. Veja!

 

Jack, o estripador

Jack, o estripador foi título dado ao assassino responsável de matar inúmeras prostitutas no ano de 1888, em Whitechapel (Londres). Jack nunca foi encontrado, mas ficou conhecido e temido por retirar os órgãos das vítimas.

 

Ed Gein

Ed Gein não só matava, como usava os restos mortais para decorar a casa e fazer peças de roupa. A característica saliente em Ed, é que ele retirava a pele das vítimas – o que explica a produção das peças de roupa. O cinema aproveitou a história para produzir o drama Silêncio dos Inocentes; a moda também se inspira na história, e por vezes, é comum encontrar linhas que usam a polêmica como base para produzir peças bizarras.

Ed Gein morreu em 1984 num hospício – lugar que não surpreende, não é verdade?!

 

Assassino do zodíaco

O famoso e misterioso Assassino do zodíaco nunca foi identificado, mas chocou por matar com o mesmo perfil de crime 5 pessoas nos anos 60, na Califórnia. O que surpreende no caso, é que o Zodíaco desafiava a polícia, enviando cartas escritas com códigos desconexos e, que até hoje atraem estudiosos na busca de solução.

Algumas das cartas por ele enviadas apresentava davam pistas, que verdadeiras ou não, lhe renderam o título de Zodíaco; numa delas, ele afirma que matou 37 pessoas. Há um compilado de séries, filmes e livros que retratam a história e levantam hipóteses de quem possa ser o homem.

 

Charles Manson

Manson foi líder de uma seita criminosa, responsável por roubar e matar pessoas da alta classe nos EUA, nos anos 60. Responsável pela morte da atriz Sharon Tate, que na época esperava um bebê. O grupo matava e escrevia recados na cena do crime com sangue das vítimas.

Charles Manson tinha forte capacidade de persuasão e se aproveitava de pessoas com instabilidade emocional, para fazer parte do grupo. Em 1971 foi condenado a morte, mas depois, foi a pena foi modificada para prisão perpétua. Manson morreu em 2017 após ser transferido para a Penitenciária Estadual de Corcoran.

 

Albert Fish

Fish colecionou diversas características bizarras em seu histórico, que além de assassinatos, também tinha estupros (muitos com crianças) e canibalismo. Também reconhecido Lobisomem de Wysteria e Papão, ele se orgulhava em dizer que tinha cometido crimes com crianças em inúmeros estados. Confessando apenas três assassinatos e sendo acusado de cinco, ele foi condenado à cadeira elétrica em 1936.

 

Mary Ann Cotton

Enforcada em 1873, Mary foi responsável pela morte de seus três maridos, amante e filhos, tudo para obter o valor do seguro. Ao todo, o número de mortes provocadas pelas mãos da inglesa, totalizam 20 pessoas.

 

Marybeth Tinning

Responsável pela morte de seus nove filhos, todas causadas por estrangulamento, Maybeth não levantava suspeitas, até cometer homicídio com um filho adotivo. Suspeitando da constância das mortes, o hospital e polícia passou a compreender que as mortes não eram causadas por questões genéticas, mas pela própria moça. Após o crime, Tinning foi condenada à prisão perpétua em 1987.

 

Mary Bell

Primeira criança da lista e segunda Mary, a menina tinha entre dez e onze anos quando cometeu o primeiro crime, sendo responsável pela morte de outras duas crianças. Filha de mãe com problemas psicológicos, e que a teria tentado matar ao menos uma vez, May, como era apelidada, se desenvolveu uma criança com sérios problemas. Embora fosse próxima do pai, o laço foi rompido quando ele foi preso por roubo, período que contribuiu para os momentos impulsivos da menina.

Hoje, com 61 anos de idade, Mary está em liberdade por ter cumprido o prazo da pena.

 

Dorothea Puente

Dona de uma casa de repouso, Dorothea Puente, foi responsável por matar 9 hospedados, sendo condenada à prisão perpétua em 1988.

Editorial EPD Online

Editorial EPD Online

A Escola Paulista de #Direito 🎓- EPD - oferece cursos de pós-graduação, atualização, desenvolvimento acadêmico e profissional.
Editorial EPD Online
Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *