É possível acumular Aposentadoria e Pensão por Morte no INSS

Acumular Aposentadoria e Pensão por Morte
É possível acumular Aposentadoria e Pensão por Morte no INSS
Avalie esse post

Alguns benefícios do cidadão são acumuláveis, pois são definidos como direito já adquirido, ou seja, não podem ser retirados. A dúvida que paira sobre muitos que desejam garantir a segurança financeira da família, que estão com parentes enfermos ou adoentados, inclusive aqueles que se tornaram viúvos têm dúvidas se é possível acumular aposentadoria e Pensão por Morte no INSS.

 

Nem todos os tipos de benefícios podem ser acumulados, mas as aposentadorias (independente do motivo) podem ser agregadas da Pensão por Morte no INSS. Mas, antes de serem aprovadas e terem o tem do recebimento do benefício determinado, o cidadão passa por uma avaliação, que é baseada em critérios como tempo de união e idade do falecido.

 

O tempo do benefício acumulado pode durar de 4 meses até o resto da vida do beneficiado. Para que a opção de recebimento vitalício, é preciso que a união tenha sido ao menos de 2 anos e o falecido deve ter contribuído ao menos 18 meses com o INSS se a morte foi causada por motivos naturais. Agora, se a pessoa tiver tido a  vida interrompida por acidente, por exemplo, está isenta deste prazo e não precisa atender todos os requisitos para que o cônjuge tenha direito ao recebimento por toda a vida.

Na prática, a avaliação de tempo por faixa etária do falecido fica da seguinte forma:

  • Inferior a 21 anos de vida: a pensão será estendida por 36 meses (3 anos);
  • De 21 a 26 anos de vida: pensão deve acontecer por no máximo 72 meses (6 anos);
  • De 27 a 39 anos de vida: tempo de até 120 meses pelo benefício (10 anos);
  • De 30 a 40 anos de vida: a pensão pode ser estendida em até 180 meses (15 anos);
  • De 41 a 43 anos de vida: tempo de até 180 meses (20 anos);
  • A partir de 44 anos de vida: pode acontecer pela vida inteira (vitalícia).

O importante é compreender que para segurança do cidadão e dos dependentes, é fundamental estar sempre em dia contribuições do INSS. Para tirar todas as dúvidas é possível acessar o portal do INSS ou contatar a Central de Atendimento pelo número 135. Mas, antes de tomar qualquer medida é sempre seguro acionar os serviços de advogados previdenciários, para auxiliar na abertura do processo e defesa de todos os direitos.

Editorial EPD Online

Editorial EPD Online

A Escola Paulista de #Direito 🎓- EPD - oferece cursos de pós-graduação, atualização, desenvolvimento acadêmico e profissional.
Editorial EPD Online

Últimos posts por Editorial EPD Online (exibir todos)

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *